Inteligência artificial vai criar mais empregos', diz especialista

Uma das questões mais debatidas atualmente é como as novas tecnologias, incluindo a robótica e a inteligência artificial, poderão impactar no mercado de trabalho e nas relações profissionais.
Para o advogado e pesquisador Ronaldo Lemos, ainda estamos longe das cenas de filmes de ficção científica. Porém, não há dúvidas de que as mudanças estão a caminho.

"O problema é justamente a desigualdade. Uma das razões para isso é que a relação entre capital e trabalho vai se tornar muito desigual. O capital vai conseguir exercer o trabalho por si só, de forma automatizada, e o espaço que nós seres humanos vamos ter para desempenhar serviços e sermos remunerados por isso vai ser cada vez menor."
"Se você olhar economias desenvolvidas como os Estados Unidos, hoje você não tem nenhum sinal de que isso está acontecendo, ao contrário, os Estados Unidos estão com pleno emprego, e o preço dos salários está subindo e não diminuindo. Então do ponto de vista econômico isso é muito claro que não tem nenhum robô ali substituindo gente, não tem ninguém desempregado topando trabalhar por menos", completa Ronaldo Lemos.

Saiba mais em G1.